segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

All the single ladies

"Keep it cool. What's the name of this club?
I can't remember, but it's alright, alright
JUST DANCE! Gonna be okay! JUST DANCE!"


Olá!

Começando o blog bem animado! Cara, eu mereço! Depois de uma semaninha filha da mãe dessas... Eu mereço um bom descanso!

Bem, acho que fui lesada. Lesada nos dois sentidos; lesada adjetivo e lesada verbo. Tipo, vocês lembram quando voltei do Brasil que perdi aqueles dois vôos e fiquei três dias sem trabalhar? Então, eu combinei com meu host de pagá-los quando ele precisasse. Paguei o primeiro logo no final de semana seguinte, um sábado. O segundo foi um domingo, logo depois do dia do esqui. E o terceiro... bem, o terceiro eu achei que seria semana passada, já que eu estava trabalhando de 7h30 e só parava às 5h-6h. Supondo que estava trabalhando 10h por dia: 10 x 5(dias na semana) = 50h. A gente só pode trabalhar 45h! Ok, ele me deu a sexta "livre". Tipo, disse que deu, mas me deu uma lista com um moooonte de coisa para fazer. Beleza.

Fiz o que tinha que fazer e viajei pra Columbia (Carolina do Sul). Vou contando logo as coisas toda do final de semana, e depois entro no assunto de ter sido "lesada", ok? Pq vai estar na ordem. Bem, aí encontrei-me com a Gigli lá, fomos pra casa dela, nos aprontamos e esperamos o host dela chegar. Ela tbm trabalha com host solteiro e só cuida de um menininho, o Ryan. Nos aprontamos e fomos pra um barzinho. Em Columbia não tem "balada" como temos em Charlotte (Carolina do Norte).

* Uma pausa para explicar esses negócios de Carolinas *
Eu moro em Rock Hill que fica na Carolina do Sul, mas já na divisa com a do Norte. Pra ser mais exata, eu moro há 20 minutos da Carolina do Norte. Charlotte é uma das grandes cidades da CN, e fica de 30 a 40 minutos daqui de Rock Hill. Columbia é a capital da Carolina do Sul e fica há 1 hora daqui.

Voltando, aí nesse barzinho que eu não lembro o nome (mas tudo bem, apenas dance, dance... hahahaha) encontramos as outras amigas da Gigli e a Luana tbm. De brasileiras só nós três. Aí tinha uns angolanos tbm. Eu não sabia que na Angola toda se falava português. Mas é o português de portugal, um pouquinho diferente do nosso. Eu sabia que alguns países da África do Sul, colônias de Portugal, falavam português, mas não sei exatamente quais. Legal isso, a gente aprende bastante. :)


De lá partimos para uma "balada", pertinho dali. Parecia mais um galpão, tinha uns barzinhos dentro, beeeeem diferente de boate mesmo, como a Suite em Charlotte. Pelo menos lá tinha um palco pra dançarmos, e apesar de não estar tão cheia assim, foi bem divertida. Subimos no palco e tudo! Dancei bastante, até que fiquei com sede e fui pegar uma água. Água não paga, é free. Aí eu falei pro cara do bar:
- Oi, vc poderia me dar uma água, por favor?
- Oi?
- Água é de graça? Que bom, porque estou morrendo de sede!
- Sim, mas você tem que pedir "por favor"
¬¬ Eu TINHA pedido por favor, se ele não ouviu o problema n foi meu, né? Passei por mal-educada, pode?! Aff Tá, deixei pra lá. Mas lembrei de falar bem alto o "muito obrigada".



Voltei a dançar. Cansei, me sentei e fiquei observando as pessoas. Dez meses de EUA e eu continuo sem me acostumar com essa putaria toda que é... Eu vou filmar da próxima vez! Aí nisso se aproxima um cara e me pergunta se eu danço e se eu toparia dançar com o amigo dele que estava aniversariando no dia. Mostrei-lhe o anel que faço de conta que é uma aliança e disse que era compromissada, aí ele foi falar com as outras meninas e eu quando olhei o tal do amigo dele... meeeu Deeeus, que homem horroroso! kkkkkkkkkkkkk Aí foi fato: o cara falando com cada uma das meninas, apontando pro amigo, as meninas qd viam faziam cada careta e diziam que não kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ficamos eu e a Gigli tirando onda e rindo!


Às duas acabam as baladas dos EUA, mas lá ainda tinha um lugar que ficava até um pouco mais tarde. E lá fomos nós kkkkkkkkkkkkk Já estava cansada e com sono, mas uma vez na chuva, vamos nos molhar! Ficamos pouco tempo, mas foi o suficiente para termos um monte de resenhas! Os caras começaram a se chegar e eu, já enjoada de mostrar a "aliança", parti pra desculpa número 2: "no english". Era oq dizia pra cada um que tentava se aproximar. kkkkkkkkkkkkkk Aí teve um q foi fazer mímica hahaha A Gigli quem sabe contar a história... conta aí Gigli!!!

video

video

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Bem, esse foi o primeiro fato engraçado, o segundo foi qd usei a mesma desculpa pra um doidinho lá, só que o cara foi persistente, eu falando "no english" e ele lá perguntando meu nome... aí começou a falar espanhol e eu "no spanish", aí ele só eprguntando meu nome, que língua que eu falava e eu, vendo q ele n ia embora, comecei a falar numa língua louca, comecei a inventar e ele fazia uma cara de "que porra é essa q vc ta falando?" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Aí foi atrás das meninas querendo saber quem que falava inglês pra poder dar um recado dele a mim kkkkkkkkkkkkkk aí foi dizer q tinha gostado mto de mim e eu fazendo cara de "não tô entendendo", só sei que as meninas só davam pra rir e ninguém mais aguentava de tanto rir!

De lá voltamos pra casa e fomos dormir. Sábado foi dia do Valentine's day e fizemos uma festinha na casa da Gigli, chamamos as mesmas meninas. Cada uma levou algo do seu país; eu e Gigli ficamos responsáveis pelo brigadeiro! \o/ O host da Gigli foi tão bonzinho que nos deixou o cartão dele pra comprarmos o que precisássemos. Bem, à tarde fomos no shopping e eu comprei uma blusinha e um vestido, pra variar hehehe aí à noite as meninas vieram. Coloquei uns cds pra tocar de pagode, samba, axé, funk, forró... dancei que só! Eu e Gigli ficamos ensinando as meninas a sambar, todo mundo nos pede isso hahahahaha O povo é louco pelo samba do Brasil! E sabe qual é a dificuldade? É que ninguém tem o gingado que a brasileira tem, aquela rebolada, a mexida de bunda, sabe? Elas são duras, n mexem a cintura... e é isso que faz a diferença nas brasileiras, que os estrangeiros são loucos hahahaha Bem, aí depois as meninas foram embora e eu e Gigli ainda ficamos fofocando um pouco hahahaha


video

video

video

No domingo acordei, me arrumei e fui buscar as crianças. Saí às 14h, o Mark se atrasou e só veio chegar às 16h30! Bom, eu não sabia, mas tive que trabalhar a noite toda, até às 14h30 da segunda que foi qd a mãe das kids chegou, ou seja, mais de 24horas trabalhando. E não vou receber extra por isso. Tipo, seria só um dia que teria que trabalhar e não 24hrs, n é? Por isso que falei logo no início que fui lesada. Mas já estamos quites. Vou deixar pra lá. E a mãe das crianças disse que ia chegar às 11h da manhã e só chegou 14h30... ela não tem palavra mesmo! Agora na hora de ir embora é mais que pontual!

Bom, minha folga tá acabando... amanhã volto à rotina de sempre. Saco. Tô me enjoando já... Mas tá acabando, só mais 2 meses. O medo, a insegurança, bate... sei lá. No "grand post finale" vocês irão entender pq.

Beijão a todos!
Beijo pro meu namorado, feliz Valentine's Day!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Fiquei dodói... cadê minha mãe pra cuidar de mim? :(

Oie!

É, adoeci. É a coisa mais difícil do mundo eu ficar doente, mas qd fico, arreio de vez! Não sei bem oq tive, o céu da minha boca estava inflamado, eu acho que eu devo ter colocado a mão suja na boca, pq eu lembro q da última vez eu peguei em dinheiro e depois peguei em algo pra comer e não lavei as mãos e fiquei com isso na cabeça, q a mão tava suja... Bom, fiquei assim por quase uma semana! Tive febre na quinta passada, quis deixar pra lá, mas eu batia os dentes de tanto frio, então me levantei e tomei um tylenol q eu trouxe do Brasil. Liguei o aquecedor, o frio passou e parece que o sono também. Uma inquietação, uma gonia, o nariz entupido, o céu da boca doendo... não dormi. Às 7h30 estava (não sei como) pronta pra trabalhar. A pulso. Mas fui.

Vontade de vomitar, de desmaiar, tontura, fraqueza, cansaço... o que seria isso? Só um médico pra me responder, mas médico aqui dizem que é tão caro! Mandei um e-mail pra minha LCC (cordenadora), ela me respondeu dizendo que eu teria que ligar pro seguro saúde que a APC oferece, avisar que precisaria ir ao médico, depois fazer a consulta com o médico, pagar, pegar o recibo, preencher um formulário pedindo o reembolso e esperar a APC me reembolsar! Meu Deus, que complicação! Não estava com essa grana toda (sei lá quanto que ia dar!) Resolvi esperar pra ver se iria melhorar ou piorar. Passei o final de semana em casa, no sábado estava melhorzinha e fui com a Paola no mall. Fiz umas comprinhas. O Mark tinha viajado com as crianças e fiquei só em casa. No domingo melhorei um pouco, fiquei na cama o dia todo descansando. Na segunda estava melhor e assim fui até sarar.

O pior não foi isso... foi eu tentando pedir um "bicarbonato de sódio" na farmácia que meu pai havia me indicado para fazer um bochecho:
- Hi, do you have bicarbonate of sodium?
- What???
- Hã... bicarbonate of sodium!
- Ahn... I'm not understanding you... what are you looking for?
- Sodium... s-o-d-i-u-m... it's a... hum... it's white color... hum... we put on the mouth, rigth here. - apontei pro cantinho da boca, onde se tem afta.
- ???
- Oh my God... it's a... (pqp como é "pó" em inglês? mas se eu falar pó e falar pó branco o cara vai achar que eu estou atrás de cocaína! Meu Deus do Cééééu... vai que ele chama a polícia?! Vixe! Deixa pra lá) hum... ok, I'm sorry, never mind.
- Ok... I'm sorry. I... am... sorry.


Minha programação pra Columbia já tinha ido por água abaixo e fiquei devendo a Gigli, que a propósito estou indo esse findi agora que vem. \o/
Não fui pra aula na segunda pq quando cheguei no meio do caminho faltou gasolina e eu tive que voltar, pois não tinha levado carteira e nem nada. Na quarta quando fui não teve aula. É dose, né? Ainda fui paquerada por um latino, que me perguntou se eu não queria ter dois namorados! Dá pra tu? Olha, já falei aqui antes... eu não gosto de latinos. Aqueles com cara de índio e jeito seboso. Não sou preconceituosa não, mas é que não me agradam... As cantadas então nem se fala! Anyway... voltei pra casa.

Sexta o Mark me liberou mais cedo, pois havia trabalhado bastante durante a semana. Limpei o meu banheiro e arrumei um pedaço do meu quarto. Gigli chegou por volta das 16h. Tomei um banho e fomos para um mall que o Mark indicou, fica a 1h daqui. O de Concord é melhor que esse, tem mais lojas. Fiz mais compras. Comprei nada pra mim! hahaha Aliás, comprei uma blusinha a coisa mais fofa na Tommy por U$10,00! A Tommy tava em promoção, a GAP tbm. Eu nunca ouvi falar nessa GAP no Brasil, na minha cidade não tem (eu acho). Mas a Gigli diz que é "marca". Pra mim não é não, pq eu achei blusa de U$1,37! Sem contar que tem umas malhas fraquinhas... GAP, Tommy, Puma, tudo é marca popular, vcs sabiam? São bem baratinhas. Chique aqui é vc comprar na Bebe, por exemplo! (eu tenho um vestido da Bebe, aquele branquinho huhuhu) Na Armani Exchange tbm. Tem umas assim, sabe? Eu não sou mto ligada em negócio de marca não... Ah! Eu não sei vocês, mas td mundo q conheço fala Tommy "Ráufiner"(tô "aportuguesando" no modo de falar), aí essa semana, eu falando com o Mark ele me corrigiu! Se diz: "Rílfingner" Taí, fica a título de informação! :)

A resenha foi um mané lá, segurança do mall, que veio me cantar. Ele faz aquele estilo que não gosto. E agora que estou namorando, fico meio "chata". O cara chega pra mim e primeiro soltou uma cantada q eu n entendi. Nem olhei na cara dele e continuei andando. Entrei na loja e comentei com a Gigli - reclamei. Depois, por infelicidade, encontro o mané de novo e ele vai me seguindo, puxando papo.
- Que linda que vc é!
- Obrigada
- Nossa, vc parece tão jovem! Quantos anos vc tem? 26?
féladaputa! - pensei
- NÃO! ¬¬
- Huummm... 30?
mas que fio da pexte! Onde já se viu isso, gente? 30 anos eu??? ahhh fi da pexte sem vergonha duma figa! Eu já estava me enchendo o saco com as cantadas dele (tá, o estilo de gente q n gosto dele ajudou tbm), o cara me vem com 26 anos... chutou na trave. Soltou o 30, fez o gol contra! Fiquei puta demais!
- NÃO, EU TENHO VINTE-E-UM! VINTE-E-UM!
- Oh, desculpa! Vc é de onde? Tem um sotaque diferente!
- Olha, tenho que ir, Xau.
E entrei na loja desesperada atrás da Gigli! Trinta anos gente, trinta! PQP!

No caminho de volta pra casa, estávamos ouvindo o rádio quando a música pára e começa a tocar aquela sirene, o barulhinho q dá quando tem aviso importante. Lembrei logo dos tornados e pensei "meu Deus, tornado de novo?!" Aí, foi quando deu um aviso de que uma garotinha de 12 anos havia sido sequestrada naquele momento na região tal, a sequestradora vestia uma roupa tal, altura tal, peso tal, num carro de placa tal. A garotinha se chamaca Teresa alguma coisa, vestia roupa tal, cor tal, olhos tal, cabelo tal e etc. Hômiiii esses avisos assustam! Sério! Agora tu imagina q TODAS as rádios pararam naquele horário pra dar o aviso, a mulher que sequestrou n vai muito longe...

Bom, aí já ficamos por lá pra ir pra balada. O Daniel tinha convites free pra Suite, ficamos esperando o Rui, amigo dele, lá com os convites, já que o Daniel n iria. Mas ele tava demorando muito! Nisso, duas garotas nos pararam e perguntaram se íamos pra Suite e se tínhamos convite. Falamos que sim, mas que não tínhamos ainda, então elas nos deram o delas hahahaha Aí entramos! :)



Balada super show, mais uma vez. As mesmas coisas de sempre: mulheres dançando com roupas curtas, homens colocando dinheiro na meia-calça delas, as americanas (em especial as gordinhas) se esfregando naquela safadeza toda, os feiosos achando que são os bam-bam-bam da festa e por aí vai... Mas sempre é legal :) Sempre me divirto! Ganhei até uma bebida dessa vez! Uma não, duas, né Gigli? kkkkkkkkkkkkkkk Depois nos encontramos com o Rui e o Vinícius. O Rui levou um pé na bunda da namorada e se atracou com uam véia lá pra afogar as mágoas kkkkkkkkkkkkk A Gigli sempre dançando e conversando com alguém, ela faz bastante sucesso :) Tem olhos azuis belíssimos! Ela conheceu um brasileiro, mas não falei mto com ele. Como falei anteriormente, quando namoro eu fico muito anti-social. É que fico cismada, achando que se eu der papo o cara vai vir com piadinha pro meu lado... e se vier, vou me sentir mal, me sentindo culpada, achando q tô fazendo algo errado, que dei papo, sei lá... aí eu fico na minha, só dou um "oi" e pronto. Até eu ter certeza que o cara não está com maldade. Sabe como é esse povo de balada, né? Melhor evitar. Ah, e a resenha é que agora virou moda: toda balada eu recebo cantada de mulher! Dessa vez foi uma x-turbinada que veio com a mesma cantadinha q elas dão. Enquanto eu ficava vermelha e sem graça, a Gigli bolava de rir! hauhauhaua Bem, aí eu e o Vini ficamos observando o povo, é mto engraçado. Tinha uma loira que queria beijar uma morena e chegou um empata querendo beijar a loira kkkkkkkkkkkk A gente já ria das presepadas! Balada como sempre acaba às 2h, e às 3h chegamos em casa.

No sábado, quando acordamos, fomos pro outro mall que sempre vamos, o Concord. Tbm comprei algumas coisas, as lojas estão todas em promoção, mas, novamente, não comprei nada pra mim hahahaha Agora parei de comprar, vou juntar para comprar as coisas da minha lista de desejos! Aiii... é tanta coisa pra tão pouco dinheiro! :( Hunf! Vou ver no que consigo me virar.


Gigli seguiu viagem pra Columbia, pois trabalhava no domingo de manhã e eu fui dormir. Domingo n fiz nada, fiquei em casa com preguiça. Ia até postar no blog, mas bateu preguiça. Chamei Kris pra comer fora e ele me levou pra mais um lugar legal. Ele sempre me leva pra lugares legais. Levou o filhinho dele junto, foi massa. Muito fofo o filhinho dele! Conversamos um bocado, depois vim pra casa e fui dormir. Na segunda tive aula, foi um dia loooooongo! Ontem trabalhei desde cedinho e hj tenho aula.

Jacob e Kris

Hoje vou abrir um "quadro"aqui no blog chamado "Oq aprendi na escola". Serão coisas, dicas, palavras, curiosidades, qualquer coisa que seja interessante mostrar a vocês que eu aprendi nas aulas aqui.
Para estrear o primeiro, vou contar uma curiosidade que foi debatida em sala de aula. Falando sobre o modo americano de viver, levantei em classe a questão sobre a individuaidade das crianças que desde pequenas já começam a agir como adultas. A minha professora contou que os EUA incentivam muito às pessoas a serem independentes e isso começa desde a infância. Nos colégios por exemplo, eles não usam farda, vão com roupa e são livres para ter seu próprio estilo. Essa semana eu pude observar, quando fui levar meu kid no colégio, que umas crianças ficam organizando o tráfego dos carros; todas com aqueles trecos amarelos que chamam atenção, umas com bandeiras vermelhas e outras com placas de "pare e siga". Quando vc pára o carro pra deixar a criança, vem uma dessas e abre a porta do carro para a criança saltar, lhe deseja um ótimo dia e fecha a porta do carro. Mas tem um adulto por perto. Perguntei ao Dylan pq disso e ele disse que os alunos da 5a série eram obrigados a "colaborar" com a escola. Só por aí vcs vêem... E isso começa desde pequenos. O Hayden come sozinho desde que cheguei aqui, e ele nem tinha 2 anos ainda. A Emma tem 4 e toma banho sozinha. O Dylan tem 9 e o Andy 12, e ambos cozinham pra si próprio, arrumam os quartos, lavam o banheiro, guardam suas roupas. Semana passada flagrei Hayden pegando waffle do freezer, colocando no forninho, ligando, esperando assar e depois colocar no prato. Fiquei besta de ver! Mark me contou que foi ele quem havia ensinado! Incrível! As crianças aqui vêem muita TV (ou não, tem famílias que restrigem), mas eles são muito voltados ao esporte. Vc não vê crianças brincando na rua como a gente fazia quando éramos pequenos. É diferente. Não tem brincadeira de rua, não tem o pega-pega, aquelas coisas legais que a gente fazia. Eles não são crianças como a gente foi, muitas vezes parecem que não são crianças!
O independentismo se prorroga por toda a vida. Quando se chega à adolescência, que sai do colégio e entra na faculdade é hora de deixar a casa dos pais e procurar um emprego, se virar. Geralmente as faculdades são longe de casa e como eles passam a maior parte do tempo nelas, é mais vantajoso, segundo eles, se mudar pra perto da faculdade. Vão para repúblicas ao redor ou até mesmo na própria faculdade tem, ou se juntam com amigos e racham um apartamento. Ou moram só mesmo. Começam a trabalhar em lojas de todo o tipo, vão fazendo a vida. E se uma garota encontra um cara de 25 anos que ainda mora com os pais, ele é visto como imaturo e que não consegue se desligar da mamãe e do papai, ele fica com a imagem de que não pode fazer nada sozinho, que tem que ter a mamãe ou alguém para fazer para ele. Nenhuma garota quer um cara assim. Engraçado, né?
Bom, ser independente é bom, mas, cá entre nós, tem coisa melhor do que vc trabalhar, ter seu dinheiro e morar com os pais? Sem se preocupar com as contas no final do mês, nem feira, nem nada? hahaahahahahaahahahahahaha Americanos soam burros de vez em quando kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Palavras que aprendi;
Cruch = paquera, "primeiro amor"
Ex.: Paul was my cruch (Paulo era meu paquera)
Daddy's little girl wrapped Daddy around her little finger = é uma expressão que diz que a garotinha do papai "prendeu" ele em volta do dedo mindinho dela, quer dizer que o pai sempre faz tudo oq a filha pequena quer.
Apelidos "fofos" para chamar alguém:
- Sweet heart
- Sweet pie
- Baby doll
- Sweetie
- Honney


Nota: Minha mãe me lembrou bem quando falou a respeito de outra forma de enviar dinheiro do Brasil pra cá, eu vou corrigir o post anterior, certo? Vou acrescentar mais coisa! Depois, quem se interessar, dêem uma verificada.


Agora vou responder umas perguntas que me fizeram.
Respondendo à Marília sobre quanto tempo demorei para ficar on. Olha Mari, se eu não me engano demorou uns 20 dias mais ou menos, foi rapidinho, eu achei. Mas ficava muito ansiosa. Assim que fiquei on, uma família entrou em contato comigo.
Jéssica, sobre a crise dos EUA: afeta, mas não está tanto assim quanto dizem. Eu vi meu host acessando o Host Family Room da APC e quando ele põe pra buscar au pair, apareceram mais de 300. Então eles vão colocando tipo um filtro, sabe? Com as preferências da família. Mas não esquenta, sua hora vai chegar
Silvana, sobre ficar off: como eu moro somente com single dad (pai solteiro), eu já contei a história aqui anteriormente, dá uma lida no post "Mais que au pair, uma mãe", lá eu conto um pouquinho sobre isso, então quando a mãe das crianças vem vê-las eu praticamente não trabalho. Ajudo se ela me pedir. Amanhã estou levando as crianças para ver a mãe e elas vão ficar lá até domingo, então estou off. Eu fico off pq não preciso tomar conta das crianças quando a mãe está aqui, ela faz tudo. Quando o Mark viaja, é para levar as crianças pra ficar com a mãe, então eu fico, já viajei muito, mas hj em dia eu fico em casa pq é meio que "perda de tempo" eu ir. Poderia até ir, mas sinto que estarei incomodando, entende? Pq a gente fica na casa de amigos e sempre alguém tem que dormir no sofá, essas coisas... aí não gosto mto.
Quanto a quanto recebo por semana: bem, teoricamente seria pra gente receber quase U$177,00, mas as famílias geralmente arredondam pra U$180. Nunca vi ninguém que pagasse menos que isso, mas essa semana a Gigli, minha amiga, disse que já tinha visto. Enfim. Todo ano, no mês de junho, aumenta um pouco. Esse ano vai para U$196. E isso é uma miséria, sabia? Pra td mundo q conto q recebo isso, ficam impressionados e sentem "pena" de mim ¬¬ Por isso não ando falando... só quando o assunto é oq eu faço mesmo.
Sobre como viajo tanto: é pq eu aproveito as folgas e os finais de semana. Sempre vamos em grupo, oq barateia bastante os hotéis, então, no final das contas, termino gastando pouco. Mas para a viagem da Disney minha mãe me enviou dinheiro, pq fui pega de surpresa (tive uma semana off grátis), então n tinha grana pra passagem e gastar lá. Ela tbm me ajudou quando fui pro Brasil... no mais, só isso. Não gosto de pedir dinheiro à minha mãe. Acho que ela n merece isso...
Sobre os estudos: eu comentei aqui todo o meu processo nessa escola. Aqui eles têm aulas gratuitas de inglês, mas a família pode pagar até U$500 em cursos com a au pair. Depois dá uma lida, se vc se interessar, como foi meu caso. As aulas são geralmente duas vezes por semana, vc escolhe o horário e pode começar qd quiser. Alguns cursos (de inglês) vc tem q esperar abrir uma nova turma. As aulas são com professoras americanas e falam o tempo todo em inglês, tipo, n tem tradutor. É vc e um monte de latino, geralmente. Pessoas de todo lugar que está nos EUA... muitas Au Pairs tbm. A gasolina pra ir pra escola é a família quem paga. É obrigação deles. Para ser definido o nível que a pessoa está, é feito um teste antes, então é escolhido o nível (ou depende de como é o processo da escola). Não sei quantos níveis são, mas acredito que na minha escola seja só esses 4 mesmo. Eu não sou nenhuma fera no inglês não, eu entendo muita coisa, mas pra falar e escrever ainda meio que travo. Escrevo melhor que falo. Nos outros níveis, os assuntos das aulas são diferentes, no meu a gente aprende sobre gramática, é como se fosse uma aula de português no Brasil... conjugação de verbo, identificar o sujeito, predicado, adjetivo, substantivo e por aí vai. Tem as mesmas coisas em inglês que a gente tem em português. Quer dizer, nem tudo, né? Português é complexo demais. Risos!

Bem, acho que é isso. Respondi todas as perguntas? Alguém tem mais dúvidas? Pode perguntar! Espero que tenha sido clara nas respostas, caso contrário, me dá um toque que eu explico no próximo post (que será domingo ou segunda - prometo!)

Ia colocar uma lista de músicas, mas depois q fui ao Brasil, descobri que as mesmas que tocam aqui, tocam na Jovem Pan. Portanto, é só conectar lá ;) Vou ver uma lista das minhas músicas preferidas, certo? Depois eu coloco aqui.

Valentine's day, ou dia dos namorados, está chegando, é dia 14, sábado. Aqui todo mundo comemora; adulto e criança. É pq n é bem "namorados", é mais uma coisa de dizer pra outra pessoa q vc a ama. Então são os avós mandando cartão de "Feliz dia dos "namorados"" ou "Vc é meu valentine" para as crianças e pais pros filhos. Americano A-M-A dar cartão. TUDO é cartão. Aniversário? Presente e cartão. Quatro de julho? Cartão. Dia dos pais, das mães, dos namorados, natal, ano novo e td oq vc imaginar de data festiva eles mandam cartão! E td é motivo pra fazer uma pequena comemoração no colégio das crianças.

Como já tinha comentado antes, o Mark já está procurando a nova Au Pair que irá me substituir. Odeio essa palavra. Odeio que venha outra no meu lugar. Odeio saber que MINHAS, as MIIIIIIIIIIINHAS crianças serão tomadas conta por qualquer uma! Hunf! Ele está procurando uma brasileira... tá empolgado com umazinha aí. Preferia alguém que já conhecesse, confiaria mais. Enfim, isso me dói muito, Não quero mais falar sobre.

Andy, Patrick(amigo do Andy), Hayden, Emma, Mark e Dylan

Já tenho data pra voltar: 16 de abril. Chego no Brasil dia 17. E o tempo está voando, voando. Sábado completo 10 meses aqui!

Na APC a gente tem um reembolso de U$500 da agência, que ela dá antes de vc voltar. Não sei exatamente quanto tempo antes, a Lorena recebeu um dia antes de embarcar, mas ela acredita que foi pq a LCC dela enviou tarde a papelada dela (vc precisa comprovar q está OK com o programa, q estudou as horas certinhas e etc... eu já comentei sobre isso aqui). A gente envia pra LCC e a LCC envia pra central, em São Francisco.Só sei que 500 conto vai dar uma graninha boa em real hehehehehe

Bem meninas e meninos..acho que é só. Post gigantão, hein? hehehehe Tinha mais 8589959457 coisas pra falar, mas vai ficar muuuito extenso! hehehe


Um beijo, um doce e um queijo
Um especial ao meu namorado que está me aguentando na TPM! - tadinho!